JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

Qual é a relação entre ansiedade e álcool?

Problemas com Álcool ou Drogas? Podemos ajudar!
(61) 3547-3198 / (61) 98669-8646
Como-lidar-com-um-alcoólatra-1

Entender a relação entre ansiedade e álcool ajuda na busca de respostas mais concretas para reduzir as consequências do consumo excessivo de bebidas alcoólicas e do transtorno de ansiedade. No entanto, nem sempre é fácil lutar sozinho e controlar sentimentos que estimulam tais comportamentos prejudiciais à saúde.

Tendo isso em vista, a proposta deste artigo que contou com a colaboração do psicólogo do HSM Antônio Chaves Filho, é mostrar como amenizar os impactos desse problema, além de apresentar as melhores alternativas de tratamento para a ansiedade. Veja, então, como e onde buscar ajuda para reabilitar a saúde mental e melhorar a qualidade de vida. Boa leitura!

Quais são os sintomas de uma crise de ansiedade?

Também chamados de transtornos ou de distúrbios de ansiedade, os episódios de ansiedade em mulheres e homens podem se manifestar de diversas formas. As características variam de acordo com o estado emocional da pessoa, mas, quase sempre, os sintomas também afetam a saúde física.

Nesse quadro, um dos sinais mais evidentes é a dificuldade de controlar a irritabilidade e o estresse concomitantes durante as crises de ansiedade. Desse modo, há prejuízos imensos resultantes disso, como impulsos que afetam a qualidade das ideias, a expressão dos sentimentos e as atitudes.

Muitas pessoas são dominadas pela ansiedade em situações específicas, como no trânsito, durante uma prova importante ou em entrevistas de emprego. Uma das maneiras de amenizar essas crises é buscar meios de promover a concentração em outras coisas que ajudem a se desfocar do motivo desencadeador da ansiedade.

Como ela surge, geralmente, por antecipação a algum evento que gera insegurança, o ideal é manter uma organização e um planejamento adequado para diminuir o risco de desenvolver tais episódios. É igualmente importante centrar a atenção no agora e deixar o amanhã para quando ele chegar.

Contudo, listamos alguns sinais que podem indicar a possibilidade de desenvolver crises de ansiedade. Veja quais são:

  • humor alterado;
  • dificuldade para relaxar;
  • irritabilidade e impaciência;
  • mente constantemente agitada;
  • ganho ou perda de peso com muita rapidez;
  • sudorese e tremores nas mãos e nas pernas;
  • taquicardia (batimentos cardíacos acelerados);
  • cansaço físico excessivo e esgotamento mental;
  • preocupação excessiva com um compromisso futuro;
  • muita dificuldade para controlar pensamentos acelerados;
  • sinais de angústia, apreensão e expectativa negativa quanto ao futuro;
  • dificuldade de concentração e desmotivação para cumprir os compromissos.
Que recursos são úteis para o controle imediato?

Enumeramos alguns recursos que podem ser úteis para controlar, de imediato, as crises geradas na relação entre ansiedade e álcool. Confira!

Pratique exercícios respiratórios

Desde as épocas mais antigas, alguns povos defendiam o uso de técnicas respiratórias para obter mais controle mental e provocar, por meio da força mental, efeitos analgésicos sobre momentos de dores agudas ou crônicas. Por isso, essa cultura de utilizar a respiração como um mecanismo de controle sobre a ansiedade ainda permanece como legado de nossos ancestrais.

Vale destacar que os efeitos de tais exercícios respiratórios variam para cada indivíduo. Entretanto, quando praticados adequadamente, eles têm se mostrado benéficos e eficazes para reduzir os sintomas da ansiedade e os riscos de crises mais intensas.

Faça meditação

A meditação também é uma técnica milenar que se originou dos costumes dos povos orientais que habitavam a porção meridional do continente asiático. Essa prática está associada à promoção do relaxamento mental e pode trazer benefícios significativos para a mente e o corpo.

Cuide de animais de estimação

Assim como os sintomas da ansiedade podem ser diferentes entre as pessoas, as formas de tratamento também se diversificam de acordo com o perfil de cada um. Para quem ama pets, por exemplo, cuidar de um animalzinho pode ajudar no controle dos episódios de ansiedade. Por isso, o ideal é conversar com um especialista para receber a orientação terapêutica mais apropriada.

Mantenha a mente ocupada

O controle da ansiedade exige a busca de ações capazes de relaxar e retirar a pessoa do foco causador de episódios ansiosos. A orientação é manter a mente ocupada com algo positivo, que o torne tranquilo e equilibrado para alcançar a plenitude mental. Outra dica valiosa é aprender a controlar os sentimentos e pensamentos inseguros, em vez de se esforçar para reagir negativamente a eles.

Quais os riscos da relação entre ansiedade e álcool?

A dependência em álcool pode ser uma das razões para o desenvolvimento de distúrbios, como ansiedade e depressão, mas essa situação é complexa, já que a ansiedade também pode levar ao alcoolismo e à dependência química. O consumo frequente de bebidas alcoólicas descontrola a liberação regular de substâncias cerebrais responsáveis pelo controle emocional, o que eleva a vulnerabilidade às crises de ansiedade.

Nesse contexto, observe os perigos associados à relação entre ansiedade e álcool:

  • aumento do risco de ataques de pânico;
  • a pessoa demonstra excessiva preocupação com os atos da noite anterior, mesmo quando tem plena consciência de que nada estava errado;
  • ela se torna mais vulnerável a comportamentos de risco, como fazer sexo desprotegido quando estiver sob efeito do álcool;
  • o indivíduo cria conflitos com familiares, cônjuges ou amigos por insistir em explicar o que não se lembra como aconteceu;
  • pode ainda desenvolver condutas como às de certos tipos de alcoólatras, que bebem às escondidas e negam o fato perante amigos e parentes.
Como tratar ansiedade?

O tratamento da ansiedade pode ser feito de diferentes modos. Entretanto, o ideal é realizar uma avaliação em uma instituição especializada em saúde mental. Somente um profissional competente e experiente nesse ramo poderá determinar a intervenção melhor adequada que apresenta mais chances de atingir resultados satisfatórios.

Atualmente, os tratamentos para o controle dos episódios de ansiedade são realizados por:

  • suporte psicológico com acompanhamento de uma equipe multidisciplinar;
  • terapia cognitivo-comportamental;
  • medicamentos ansiolíticos;
  • práticas alternativas.

Pode-se perceber, por fim, que entender a relação entre ansiedade e álcool é um dos aspectos essenciais para decidir os métodos terapêuticos mais eficazes para tratamento. No entanto, a escolha de uma instituição referência em saúde mental é o diferencial para a recuperação do bem-estar e o retorno ao convívio social harmônico de quem enfrenta esse desafio.

Veja mais

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através do navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.