JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

Palavra de Deus para Dependentes Químicos e Alcoólatras

Problemas com Álcool ou Drogas? Podemos ajudar!
(61) 3547-3198 / (61) 98669-8646

“Não vos inquieteis, pois, pelo dia amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.” Mateus 6:34

Saia dos ambientes que possam te induzir ao consumo. Procure por pessoas que irão te acrescentar algo de útil e que vão te apoiar.

E por último, creia em Deus, se possível reúna suas forças e ore, peça ao Senhor Jesus que te ajude nessa hora, abra o seu coração, Ele te ouvirá.

O TRATAMENTO PARA DEPENDÊNCIA QUÍMICA
A PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA

E o aprender a compartilhar seus medos e frustrações com as pessoas, por mais simples que possam ser, pode ser a luz da simplicidade que o iluminará.

Você pode começar compartilhando com sua própria família.

Quantas possibilidades agente perde na família pensando que sabemos tudo a respeito de nossos filhos, parentes ou pais. Há muitas boas possibilidades, mesmo naqueles que estão doentes pelas drogas.

Os dependentes químicos muitas vezes já nem se lembram mais de quanta coisa boa ainda há dentro deles. Eles já não acreditam mais nessa possibilidade.

Mas cabe a nós como bons garimpeiros, encontrar o que há de melhor neles. Veja que o garimpeiro trabalha separando o cascalho do ouro, mas sempre procurando pelo ouro.

Há muito cascalho nas pessoas, mas nós devemos buscar nelas o “ouro”, o melhor delas, que elas mesmas já não sabem mais como encontrar.

A família tem que inspirar esta redescoberta.

Mas se os pais simplesmente optarem por impor as suas vontades, oprimindo os seus filhos, sem darem chance de que eles venham a expor o que elas pensam, a confiança, um fator crucial na luta contra as drogas, será quebrada.

Igualmente os filhos não confiarão em pais que agem como “bananas”, sem ter a mínima condição de guiá-los nesta batalha pela reabilitação.

A família tem que sim educar, mostrando que para cada atitude nossa há uma consequência.

Todos precisam entender que o consumo de entorpecentes é a expressão do descontrole emocional. A base da auto-estima positiva é o amor e o autorrespeito.

Agora o desamor, a incompreensão e o medo levam à frustração, à insegurança e à baixa-estima.

Temos que ser assertivos, informar, tentar persuadir, mas sem atacar, sem acusar, sem culpar, sem cobrar o retorno da nossa dedicação. Sem o famoso “eu fiz tanto por você fulano, e é assim que você me agradece?!”.

OS GRUPOS DE APOIO

E a família precisa saber também que sua atuação é de fundamental importância na recuperação do usuário, pois a droga ocupa um espaço considerável na vida de um dependente.

Porém depois que passa o período de abstinência, uma das coisas mais difíceis para o paciente é preencher este vazio que as drogas deixam.

Dentre várias ferramentas usadas nas psicoterapias contra as drogas, podemos citar com segurança os grupos de auto-ajuda como os narcóticos anônimos.

Uma outra excelente opção seria procurar os CAPS – AD – Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e outras Drogas, de sua cidade.

Lá você encontrará atendimento para pessoas que apresentam transtornos decorrentes do uso/abuso e dependência de substâncias psicoativas (álcool e outras drogas).

Cintra IT - Seu site profissional responsivo! Ligue (61) 98416-7091

Geralmente o usuário não procura este tipo de ajuda pois acha que isto poderia lhe trazer algum dano à sua imagem.

Entretanto vale ressaltar que na maioria dos casos, as pessoas acham relativamente fácil manter uma mudança temporária, deixando de usar substâncias químicas temporariamente.

Mas a manutenção dessa mudança é que se torna extremamente difícil, se não for acompanhada de atividades e ajuda.

Claro que nas internações em clínicas de recuperação, poderão ser usados medicamentos para conter a ansiedade, como o diazepam e etc, em apoio ao tratamento.

Mas trabalhar o controle da raiva e enfrentar questões estruturais, que estão na base do caráter do indivíduo, através das psicoterapias de grupo e individual, vai sempre ser muito positivo.

MEDICAMENTOS UTILIZADOS PARA DEPENDENTES QUÍMICOS
  • Maconha: Especificamente não há um medicamento que acabe com o vício em maconha. Entretanto, há o rimonabanto, um remédio contra a obesidade, que demonstrou alguma eficácia contra esse tipo de vício.
  • Cocaína: Igualmente, não existe um remédio específico para o tratamento da dependência em cocaína. Os anticonvulsivantes topiramato e o pergolide, são os mais comumente utilizados.
  • Heroína: A metadona é um dos medicamentos mais antigos, usados no combate ao vício da heroína. A buprenorfina também age sobre os receptores opioides. Esses remédios devem ser utilizados somente sob supervisão médica, pois também podem ocasionar dependência.
OS DOZE PASSOS PARA DEIXAR A DEPENDÊNCIA QUÍMICA

Uma das palavras-chave que devem fazer parte da vida de quem deseja deixar a dependência das drogas e do alcoolismo, é a reconstrução.

Os doze passos dos narcóticos anônimos, que também se aplicam àqueles que têm problemas com a bebida alcoólica, são uma forma didática, gradual e passo a passo de se reconstruir o entendimento de si mesmo, bem como do reparo nas relações com as pessoas que eventualmente tenhamos magoado.

Não deve ser entendido como algo engessado, inflexível, pois se necessário, poderemos voltar a um passo anterior sempre que se julgar necessário, para melhorar tanto a compreensão, como a execução daquilo que está proposto na descrição de cada um dos doze passos.

PRIMEIRO PASSO

Primeiramente, temos que admitir a nossa dependência, a adicção, o vício. E que na nossa impotência, não conseguimos controlar a nossa vida. É o momento de assumir, de reconhecer que estamos doentes.

SEGUNDO PASSO

Aqui temos fé que somente um poder maior, o amor, a verdadeira amizade, a família e a busca de Deus, pode nos devolver a sanidade.

TERCEIRO PASSO

Entregamos a nossa vida, o nosso caminho aos cuidados do Senhor, mesmo sem saber ou conhecer muito sobre Deus. Confiamos que Ele cuidará de nós.

QUARTO PASSO

Fazemos aqui uma profunda reflexão sobre si mesmo. Examinamos detalhadamente a nossa vida, as nossas atitudes e o nosso caráter.

QUINTO PASSO

Confessamos à Deus, a nós mesmos e a outras pessoas que temos falhas.

SEXTO PASSO

Prontificamo-nos a deixar que Deus renove o nosso ser, removendo e transformando todos esses defeitos em nosso caráter.

SÉTIMO PASSO

Humildemente, chegamos a Deus e o pedimos que Ele nos faça nova criatura, e que remova os nossos defeitos.

OITAVO PASSO

Com uma lista de todas as pessoas que prejudicamos, nos abrimos a tentar fazer reparações a todas elas.

NONO PASSO

Fazemos reparações diretas a tais pessoas, sempre que for possível, menos quando fazê-lo possa prejudicá-las ou a outras.

DÉCIMO PASSO

Continuamente fazemos reflexões sobre nós mesmos, e reconhecemos quando estamos errados.

DÉCIMO PRIMEIRO PASSO

Buscamos a Deus constantemente em oração, e pedimos a Ele que nos ajude a compreender a sua vontade, e que Ele nos ajude a fazer a sua vontade.

DÉCIMO SEGUNDO PASSO

Tendo experimentado um despertar espiritual, como resultado destes passos, procuramos levar esta mensagem a outros adictos e praticar estes princípios em todas as nossas atividades.

Cintra IT - Tudo para sua empresa ou negócio viver bem na web.

Veja mais

Preferências de Privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através do navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.